Amigos! Eis aqui o dos olhos de mel! O Poeta!
.MJoão Sousa

Cria o teu cartão de visita
Sábado, 6 de Setembro de 2008
VERSOS DE UM DIA DOENTE

E sou eu afinal êste farrapo?

Que é dos meus olhos de menino-e-moço?

É isto só o coração, que eu ouço,

Aos pulos, no meu peito, como um sapo!?

 

Oh voz fadada pra falar de Deus,

Deixaste-me na bôca cinza apenas!

São estas mãos aquelas mãos pequenas

Que minha mãe erguia para os céus?

 

Já não sou, meu amor, o que tu amas.

- Esse a quem deste as tuas mãos leais

- Há que tempos morreu! - não volta mais:

Veiu o Diabo e atirou-o às chamas!

 

Hoje sou, na verdade, êste senhor

De falas mansas, a viver baixinho...

Roubaram-me de noite, no caminho,

A alma que me deu Nosso-Senhor!

 

In- PRESENÇA - Nº3

     Fôlha de Arte e Crítica

     Coimbra, 8 de Abril de 1927    


sinto-me:

publicado por poetaporkedeusker às 11:36
link do post | COMENTE, POR FAVOR... | favorito
|

14 comentários:
De Fisga a 7 de Setembro de 2008 às 12:04
Olá bom dia amiga Poeta. Obrigado. Diz com certeza este senhor, por tu continuares a idolatrar a sua memória, apesar de ser isso que ele merece que tu faças, poucos são os que mesmo merecendo, tem essa sorte. Um grande abraço, e bom domingo. Eduardo.


De poetaporkedeusker a 7 de Setembro de 2008 às 13:18
Um bom Domingo também para ti, Eduardo. Tenho a certeza de que terias gostado de conhecer este poeta!
Enquanto por cá andar tentarei sempre honrar a sua memória!
Um abraço!


De Fisga a 7 de Setembro de 2008 às 16:44
Olá amiga João. Sabes. Eu gostava e teria tanto orgulho em conhece-lo, como me orgulho de te conhecer a ti, e se não for antes, será no lançamento do teu livro vou ter o grande prazer de te conhecer pessoalmente, só se tal não for do teu agrado. Um grande abraço. Eduardo. P. S. As pesquisas já estão a dar fruto, irão aparecer lá para o princípio da segunda quinzena deste mês.


De poetaporkedeusker a 7 de Setembro de 2008 às 20:37
E eu cá fico à espera do resultado dessas pesquisas.
Claro que ficas convidado para o lançamento, seja ele quando for!


De Fisga a 8 de Setembro de 2008 às 20:57
Oi Amiga João. Não te martirizes por não teres ganho amiguinha, Há um ditado que diz: O que tiver que ser nosso, ás mãos nos há de vir parar. Quanto ás pesquisas elas ainda continuam, mas agora já vão um pouquinho melhor. Quanto ao convite o meu agradecimento desde já. Um Grande abraço de boa noite. Eduardo.


De poetaporkedeusker a 8 de Setembro de 2008 às 23:31
Um abraço também para ti. Parece que sou mesmo uma "sonetista da blogosfera". O prémio Poesia em Rede, no Sapo, esse ganhei-o! Os outros... nada.
:(


De Fisga a 9 de Setembro de 2008 às 17:31
Olá amiga João. Parabéns, Apesar de de ser pouco comparado com o que tu merecias, até mesmo o muito pouco consegue ser mais que nada. Que a fé e a esperança em melhores dias nunca te abandonem. Um abraço. Eduardo.



De poetaporkedeusker a 10 de Setembro de 2008 às 11:19
Sabes, Eduardo, eu fiquei tão feliz por ter ganho o "Poesia em Rede" que parecia uma criança aos pulinhos de alegria! Se o meu destino é ser "Poeta da Blogosfera" então eu darei o meu melhor e farei tudo por merecer esse "título"!
Um grande abraço!


De Fisga a 12 de Setembro de 2008 às 18:18

Olá amiga João. Eu fico felicíssimo por ti. Porque tu mereces, o grande problema é o que eu já te disse, são os malvados dos compadres tu tens que te vestir muito bem e aperaltares-te quando te vais candidatar e levares uma faixa que diga as tuas doenças, mostrares-te bem. Ou então arranjares lá um compadre no júri. Tu mereces mas para que a justiça se faça, é preciso que tu contornes as coisas. Estou a brincar, não te aborreças comigo por isso. E eu sei que tu és incapaz de usar esses subterfúgios . UM abraço.


De poetaporkedeusker a 13 de Setembro de 2008 às 11:12
Sabes, Eduardo, nunca gostei de me "aperaltar" muito... e também não ando muito nas "festas do croquette", embora procure ir a todas as reuniões da minha associação de poetas, mas só as que são aqui perto de minha casa. Mas isso faz parte de mim. Sempre fui muito agarrada à minha "toca", mesmo quando era novita. Se arranjasse uma "cunha" acho que ficava a odiar-me a mim mesma...
Abraço!


De Fisga a 13 de Setembro de 2008 às 11:51
Tu és como eu. A nossa dignidade, é importante demais, para poder servir de moeda de troca seja para que for. Sabemos que para sertãs pessoas isso de pouco vale mas vale para nós e isso é que importa. Um abraço. Eduardo


De poetaporkedeusker a 13 de Setembro de 2008 às 12:21
Sei que este feitiozinho se paga caro, mas eu sempre fui assim e fico contente por saber que tu também!


De Fisga a 7 de Setembro de 2008 às 12:13
Olá cá estou eu outra vez. Tinha que ser. É só para te dizer que adicionei o poema e não só adicionei os dicionários. Agora só falta tempo para aprender a usa-lo. Um abraço. Eduardo.


De poetaporkedeusker a 7 de Setembro de 2008 às 13:22
Amigo, eu também ainda não tive tempo para aprender a usá-lo... como era gratuito e a poesia do meu avô tem uma ou outra palavra que caiu em desuso, pensei que seria um bom auxiliar. Mas hei-de acabar por aprender!
Abraço!


Comentar post

mais sobre mim
passando as folhas do livro...
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

COLECTÂNEA FÉNIX -

DUALIDADE

FLOR DO CÉU

ANTÓNIO DE SOUSA E NATÁLI...

Colectânea António de Sou...

arquivos

Outubro 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Novembro 2016

Junho 2014

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

tags

todas as tags

favoritos

CONVERSANDO COM MARIA DA ...

É a arte, solidão?

SO(LAS)

“A Linha de Cascais Está ...

CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

Our story in 2 minutes

«A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

Novidades a 13 de Dezembr...

LIMPAR PORTUGAL

Ler dos outros... (cróni...

links
as minhas memórias
subscrever feeds