Amigos! Eis aqui o dos olhos de mel! O Poeta!
.MJoão Sousa

Cria o teu cartão de visita
Segunda-feira, 3 de Novembro de 2008
MEA CULPA

Versos

- Coisas no ar...

e toda a gente

marcha que marcha em frente,

abrindo as veias a lutar

por uma estrêla que dá norte

à sua vida, até à morte!

 

Versos

- coisas no ar...

A magas luas

subindo, de asas nuas.

- Fumo de sonhos a coar

para outra estrêla, de outro norte,

lá de outra vida e de outra morte...

 

Versos

- minha maneira de rezar

 

 

In "O Náufrago Perfeito", Coimbra, 1944


sinto-me:

publicado por poetaporkedeusker às 22:34
link do post | COMENTE, POR FAVOR... | favorito
|

6 comentários:
De Velucia a 4 de Novembro de 2008 às 00:09
Oi Maria

Belos versos!
Foram escritos pelo seu avô?
E a foto?

Curiosidade minha!

Um abraço.


De poetaporkedeusker a 4 de Novembro de 2008 às 01:01
Olá Velucia. Sim, estes versos são do meu avô e estão publicados num dos seus livros, "O Náufrago Perfeito". A fotografia é dele, de quando tinha 16 anos.
Abraço grande e obrigada pela visita.


De Fisga a 4 de Novembro de 2008 às 21:26
Olá amiga poeta. Com muita dificuldade vou ao menos comentar este belo poema. Que embora sendo fora da tua linha habitual, é de uma beleza enorme. Xao Um abraço e tudo de bom. Eduardo.


De poetaporkedeusker a 4 de Novembro de 2008 às 23:22
Pois é, Eduardo. Estamos os dois com o mesmíssimo problema e eu lamento desiludir-te, mas este poema não é meu e sim do meu avô.
Mas deixa estar. É como se fosse...
Abraço.


De Fisga a 5 de Novembro de 2008 às 12:10
Olá amiga João: Obrigado pelo esclarecimento. Mas com todo o respeito que me merece toda a gente, e em especial os que já não estão cá para fazer a sua defesa, e o teu avô não se vai zangar de certo, eu ache o poema tão bonito que pensei que era teu e nem perdi tempo a ver de quem era. Um abraço



De poetaporkedeusker a 5 de Novembro de 2008 às 13:16
Amigo, não percas tempo com isso. Faz como eu; olha só para o nome do blog onde vais deixar o teu comentário... mas todos nós estamos sujeitos a esses pequenos lapsos! No outro dia acabei por postar um dos meus sonetos no antoniodesousa e como sou teimosa que nem um burro velho, fiquei danada, mas decidi deixá-lo ficar. C`est la vie...
Abraço.


Comentar post

mais sobre mim
passando as folhas do livro...
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

COLECTÂNEA FÉNIX -

DUALIDADE

FLOR DO CÉU

ANTÓNIO DE SOUSA E NATÁLI...

Colectânea António de Sou...

arquivos

Outubro 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Novembro 2016

Junho 2014

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

tags

todas as tags

favoritos

GLOSANDO A POETISA MARIA...

CONVERSANDO COM MARIA DA ...

É a arte, solidão?

SO(LAS)

“A Linha de Cascais Está ...

CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

Our story in 2 minutes

«A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

Novidades a 13 de Dezembr...

LIMPAR PORTUGAL

links
as minhas memórias
subscrever feeds