Amigos! Eis aqui o dos olhos de mel! O Poeta!
.MJoão Sousa

Cria o teu cartão de visita
Sexta-feira, 12 de Dezembro de 2008
LADAÍNHA

Hei-de ser, em mãos alheias,

um corpo a deitar à terra,

quando acabar minha guerra.

 

Estrelas, sóis, luas cheias

- meus pobres astros privados -

rüirão nos céus usados.

 

Serão apenas vidrilhos

estas joias do meu sonho;

eu, algum cardo tristonho

 

mais os meus pais, os meus filhos.

(As rosas são proïbidas

nas sepulturas perdidas...)

 

Mas um cardo ainda vive,

e o nada será só nada:

menos que a sombra deitada

num rio que não derive...

 

Esse sabor dos teus lábios

e os meus beijos de amor

serão poeira e bolor.

 

Funda ciência dos sábios

e rectas leis do digesto

hão-de acabar com o resto.

 

Mais-e-menos, menos-mais

- contas correntes contadas

por sôbre as almas pisadas -,

 

vós que pensais que ficais,

e eu, que sei que não fico,

e disso me faço rico,

seremos não-poder-ser

só por sermos o que somos,

numa coisa a apodrecer

apertados como gomos.

 

 

In "O Náufrago Perfeito", Coimbra, 1944

 

 

Imagem retirada da internet

 

 

 

 

 

 


sinto-me:

publicado por poetaporkedeusker às 23:37
link do post | COMENTE, POR FAVOR... | favorito
|

8 comentários:
De Peter a 13 de Dezembro de 2008 às 10:49
ciao poetisa divulgadora,faz muitobem,molto benne porque sãopoemas muito bonitos , commuita qualidade.
ciao. bacini.


De poetaporkedeusker a 13 de Dezembro de 2008 às 15:05
Bacini, Peter e muito obrigada!


De cateespero a 14 de Dezembro de 2008 às 13:41
Maria João
Gosto de passar por aqui, porque tem sempre algo de que aprecio... E que me surpreende... Desta vez, entre os poemas, foi o fado. Adoreeeeiiiiiii! Tenha um bom Domingo! Boas Festas! Abraços. António


De poetaporkedeusker a 14 de Dezembro de 2008 às 15:15
Tem andado muito fugido, meu amigo! Mas é lindíssimo este fado, não é? Andei à procura da "Carta de Longe", mas não encontrei. Se bem me lembro era o António Menano que a cantava e que fez a música para esse magnífico poema do meu avô. Ou ele ou o Edmundo Bettencourt. A "Carta de Longe" não está editada nos livros do meu avô, mas eu sei-a de cor! Letra e música! O meu avô escreveu-a para a minha avó, quando andava lá pelos fiords...
Abraço grande!


De Fisga a 15 de Dezembro de 2008 às 18:21
Olá Amiga Poetaporquedeusquer. Quantas saudades, Ao longo destas duas semanas.
Mais uma muito bonita poesia que eu já guardei, sempre na esperança de que alguém ao visitar o meu blog se lembre, mesmo que a titulo de cusquice, de ir ver quem são ou o que são os meus favoritos, e te encontrem. Olha amiga, não te digo mais nada por agora. Só te quero desejar um bom e santo natal para ti e para todas as pessoas que te são queridas. Um grande abraço. Eduardo.


De poetaporkedeusker a 15 de Dezembro de 2008 às 22:26
No fundo, no fundo, meu amigo Eduardo, é como se estivesses a desejar feliz Natal ao universo inteiro...
Abraço muito grande!


De Fisga a 16 de Dezembro de 2008 às 15:19
Olá Amiga: João. É isso mesmo que tu dizes, porque enquanto não houver paz no mundo hão-de ser sempre mais os infelizes do que os felizes. Um Abraço Eduardo.


De poetaporkedeusker a 17 de Dezembro de 2008 às 02:02
Havemos de lá chegar, Eduardo. Não seremos nós a usufruir desse tempo, mas eu acredito que ele há-de chegar.
Abraço grande.


Comentar post

mais sobre mim
passando as folhas do livro...
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

COLECTÂNEA FÉNIX -

DUALIDADE

FLOR DO CÉU

ANTÓNIO DE SOUSA E NATÁLI...

Colectânea António de Sou...

arquivos

Outubro 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Novembro 2016

Junho 2014

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

tags

todas as tags

favoritos

CONVERSANDO COM MARIA DA ...

É a arte, solidão?

SO(LAS)

“A Linha de Cascais Está ...

CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

Our story in 2 minutes

«A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

Novidades a 13 de Dezembr...

LIMPAR PORTUGAL

Ler dos outros... (cróni...

links
as minhas memórias
subscrever feeds