Amigos! Eis aqui o dos olhos de mel! O Poeta!
.MJoão Sousa

Cria o teu cartão de visita
Sábado, 24 de Janeiro de 2009
LUAS

Lá fora o luar é um vendaval de luz,

como este amor desvairado

que nasceu numa hora de pecado

e há-de morrer numa cruz!

 

Lá fora o luar é um dilúvio de alvura:

o teu corpo arripiado

quando o tenho nos braços enleado

e os teus olhos são lagos de ternura!

 

Hoje fiz-te chorar. Eas tão linda assim!...

(Lá fora o luar pela noite sem fim

é um duende a correr por montes e quebradas!)

 

São luas, sabes, meu amor? Desejos

de te ferir para beber, aos beijos,

as tuas doces lágrimas salgadas!...

 

 

In "Caminhos", Lisboa, 1933

 

Imagem retirada da internet


sinto-me:

publicado por poetaporkedeusker às 01:08
link do post | COMENTE, POR FAVOR... | favorito
|

14 comentários:
De Velucia a 24 de Janeiro de 2009 às 02:24
Que lindo !

É do teu avô!

Parece que eu vejo a "paixão" dele.

Só não sei se era ilusão ou realidade.

Abraço.


De poetaporkedeusker a 24 de Janeiro de 2009 às 03:08
Era assim mesmo, Velucia! Ele e a minha avó eram mesmo apaixonados! Ele tinha 34 anos quando publicou esse livro, estava na maturidade da sua paixão... mas era uma maturidade ainda jovem... ele entrou em depressão depois da morte dela. Nunca voltou a ser o mesmo, depois de ela partir.
Abraço.


De Velucia a 24 de Janeiro de 2009 às 03:56
Oh Maria!

Sinto muito!
Por isso esses poemas dele tão sentidos.
Se percebe em cada verso.

Desculpe tocar no assunto e fazê-la relembrar.


De poetaporkedeusker a 24 de Janeiro de 2009 às 04:47
Não faz mal, Velucia. Eu senti muito a morte da minha avò. Tinha só dez anos e foi muito duro, mas já passou tanto tempo, já morreu tanta gente da minha família depois disso... a minha mãe só faz três anos e meio que morreu. É a vida, a passagem...


De Chicailheu a 25 de Janeiro de 2009 às 06:44
Lindíssimo este Poema!
Sabe?
Eu já publiquei 3 livros, dois só de poesia e o último de prosa e poesia.
Se lhe interssar envie-me a sua morada que terei imenso gosto em lhe enviar um exemplar do último intitulado: "Retalhos da minha vida"
Estou a preparar o próximo...mas não sei ainda para quando. Não fora os gastos imensos das deslocações a Lisboa e Porto, idas aos médicos e exmes, e tinha sido em 2008.
Será quando for possível!
Beijinhos e bom domingo
Chicailheu


De poetaporkedeusker a 25 de Janeiro de 2009 às 12:22
Obrigada, amiga Chica. Enviar-lhe-ei o meu endereço por email. Eu nunca tinha tido oportunidade de publicar, embora tenha mais de um milhar de poemas (alguns nem sei onde andam...), mas agora já teno um livro no prelo. Se quiser ter a bondade de ir a http://autores-editora.blogs.sapo.pt/ encontrará um livro a aguardar lançamento. Não é esse o meu. Para ver o meu, entre no link "aqui" e clique onde diz: No prelo. O meu é o Poeta Porque Deus quer.
Até já e um abraço.


De Fisga a 25 de Janeiro de 2009 às 10:41
Olá Amiga Maria João. Já tinha saudades de visitar o teu espaço. Mas tu sabes como é, eu sou pequeno levo mais tempo a chegar, mas valeu a pena, adorei, e adicionei aos meus favoritos. Um abraço. Eduardo.


De poetaporkedeusker a 25 de Janeiro de 2009 às 12:09
Obrigada, amigo. Somos os dois pequenos, deixa estar... eu continuo mais lenta do que um caracol...


De Fisga a 26 de Janeiro de 2009 às 11:56
Olá amiga João. Deixa lá eu sei que há muita gente maior que nós, mas esses e essas, quando caiem, é cá com cada trambolhão que nem fazes ideia, porque vão mais tempo a ganhar embalagem. Um abraço Eduardo.


De poetaporkedeusker a 26 de Janeiro de 2009 às 15:10
Tens razão, amigo! ainda bem que sou pequena...
Abraço! :)


De cateespero a 25 de Janeiro de 2009 às 11:53
M. João
Este cantinho continua maravilhoso! Abraços! António


De poetaporkedeusker a 25 de Janeiro de 2009 às 12:13
Muito obrigada meu amigo. Não está a ser muito fácil porque ando muito lenta, mas vou fazendo o possível.
Os seus cantinhos também são espeços poéticos por excelência! E tenho conhecido muitos novos poetas através deles.
Abraço.


De Alzira Macedo a 27 de Janeiro de 2009 às 11:21
Desconhecia este poema....
Adorei, lindo mesmo...
beijo


De poetaporkedeusker a 27 de Janeiro de 2009 às 13:20
Fiquei com a impressão de que já conhecia alguns poemas de António de Sousa... será só impressão minha?
Abraço.


Comentar post

mais sobre mim
passando as folhas do livro...
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

COLECTÂNEA FÉNIX -

DUALIDADE

FLOR DO CÉU

ANTÓNIO DE SOUSA E NATÁLI...

Colectânea António de Sou...

arquivos

Outubro 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Novembro 2016

Junho 2014

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

tags

todas as tags

favoritos

CONVERSANDO COM MARIA DA ...

É a arte, solidão?

SO(LAS)

“A Linha de Cascais Está ...

CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

Our story in 2 minutes

«A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

Novidades a 13 de Dezembr...

LIMPAR PORTUGAL

Ler dos outros... (cróni...

links
as minhas memórias
subscrever feeds