Amigos! Eis aqui o dos olhos de mel! O Poeta!
.MJoão Sousa

Cria o teu cartão de visita
Segunda-feira, 9 de Março de 2009
DO NOSSO AMOR

 

 

 

Amor! Que doce é a vida de quem ama!

- De perto são os beijos e os abraços;

De longe a saudade, que é uma chama,

Como de estrêla que nos guia os passos.

 

Que bem me sabe a graça do teu nome!

(Como cantiga de água pelo Agosto)

-Faz-me alegria a dôr que me consome

E é manhanzinha á hora do sol-posto!

 

Humilde, o meu orgulho é ter amado

Nos teus olhos mortais a luz dos céus

- Nem sei se tanto amor será pecado!...

 

Pecado!? - E á minha prece comovida,

Ouvir dizer, baixinho, a voz de Deus:

- Para quem ama assim, bemdita a vida.

 

Coimbra, Natal de 1925

 

 

Poema, com a grafia original, retirado de um folheto da Tuna Académica da Universidade de Coimbra, impresso na tipografia União em 1927.


sinto-me:

publicado por poetaporkedeusker às 00:09
link do post | COMENTE, POR FAVOR... | favorito
|

8 comentários:
De Fisga a 10 de Março de 2009 às 10:34
Olá amiga João. Mais um lindo poema que tu encontraste no meio das papeladas perdidas. Mas não lamentes o tempo gasto, valeu a pena, é o António de Sousa agradece-te lá onde ele está. Um abraço Eduardo.


De poetaporkedeusker a 10 de Março de 2009 às 12:16
É tão engraçado, Eduardo Está num folheto da Tuna Académica que diz "Viagem a Hespanha - 1927" e tem uns desenhos de "João Carlos, Quintanista de Medicina". Tenho pena de ter pouco espaço para ter esta papelada toda bem acondicionada e tenho de andar sempre com mil cuidados porque os gatos adoram afiar as unhas nos papéis...
Abraço.


De Fisga a 10 de Março de 2009 às 20:38
.Olá amiga João. tem cuidado com i9sso que são relíquias que tu tens. Olha estou a adorar ler, abençoado tempo que eu gastei. Sabes que já passei a celebre pagina 21, e vi o que diz no fundo. Gostei muito mas não esperava nem de longe nem de perto. Obrigado és uma amiga das fixes. Um Abraço Eduardo


De poetaporkedeusker a 10 de Março de 2009 às 22:35
Pois já viste! Não tens de agradecer, eu é que tenho.
Já experimentei o óleo e não deu. Amanhã volto a pôr. Pode ser que vá à segunda tentativa.
Abraço grande.


De Fisga a 11 de Março de 2009 às 10:11
Olá amiga João. Pronto: Então não agradeças nada que eu também não. Quanto ao óleo, se não der com mais uma tentativa, o melhor é desistires, de tentar, se tu não tiveres ninguém da tua confiança que te vá arrombar o armário, destruindo o menos possível, nós combinamos e eu vou aí um dia ver o que é possível fazer. Um abraço Eduardo.


De poetaporkedeusker a 11 de Março de 2009 às 11:43
Hoje continua a não dar. Nem entendo como foi que isto aconteceu... num dia abria muito bem e, no outro, nem bem nem mal... É uma stante com portas de vidro e já tem mais de setenta anos, maas eu gosto muio dela...
Abraço e obrigada. Pode ser que vá à terceira...


De Simbologia do aMoR a 11 de Março de 2009 às 03:26
Oi Maria


"Creio que não precisa de nenhum comentário.
A primeira frase já resume tudo:

"Amor! Que doce é a vida de quem ama!"

Abraço


De poetaporkedeusker a 11 de Março de 2009 às 11:39
Ele era muito jovem quando escreveu este poema. Estava, então, na Faculde de Direito da Universidade de Coimbra. O panfleto é muito engraçado.
Abraço grande.


Comentar post

mais sobre mim
passando as folhas do livro...
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

COLECTÂNEA FÉNIX -

DUALIDADE

FLOR DO CÉU

ANTÓNIO DE SOUSA E NATÁLI...

Colectânea António de Sou...

arquivos

Outubro 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Novembro 2016

Junho 2014

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

tags

todas as tags

favoritos

CONVERSANDO COM MARIA DA ...

É a arte, solidão?

SO(LAS)

“A Linha de Cascais Está ...

CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

Our story in 2 minutes

«A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

Novidades a 13 de Dezembr...

LIMPAR PORTUGAL

Ler dos outros... (cróni...

links
as minhas memórias
subscrever feeds