Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

antoniodesousa

antoniodesousa

Amigos! Eis aqui o dos olhos de mel! O Poeta!

.MJoão Sousa

Cria o teu cartão de visita

RUGA


Maria João Brito de Sousa

26.11.08

 

                                                         Memorando Álvaro Pinto.

                                                         A João Castro Osório.

 

Eu não me sei: ando a enganar a vida

e  sou de amor ao luar desta negaça!

(Mesmo na voz de uma canção perdida

cabe um indício da divina graça.)

 

Mas não deites mais sonho, mão de Deus!

no vago deste velho coração.

Quero certeza como luz dos céus

e diga meu destino sim ou não.

 

(Cabelos brancos dão negra colheita

à fome que subiu de há tantos anos.)

 

- Peregrino de sombras e de enganos,

porque pedes verdade a padres-nossos

no deserto de gelo dos teus ossos?

 

 

In "Livro de Bordo", 2º edição, 1957

 

Imagem retirada da internet

 

 

6 comentários

  • Por esta altura tinha ele 57 anos, Eduardo... e sentia-se um velho. Mais uns anitos, poucos, e deixará de sair de casa, de conviver (senão em casa) e até de escrever algo que não fosse um ou outro poema de gaveta. A partir de 1963 reformou-se da vida no mundo e passou a viver no interior de si mesmo, abrindo excepção para um ou outro amigo que o fosse visitar, os seus gatos e eu. A partir desse ano irá ter AVCs atrás de AVCs, dos quais irá saindo cada vez mais amargo e desiludido.
    Abraço grande.
  • Imagem de perfil

    Fisga 27.11.2008

    Resultado: Já não bastava a vida de eremita que ele levava, senão ainda os a b cês. Realmente para morrer, não era preciso sofrer tanto. Um Abraço. Eduardo.
  • Mas ele aguentou-se vivo. Ou semi-vivo. A chama é que se apagou cedo.
    Um abraço grande.
  • Imagem de perfil

    Fisga 28.11.2008

    Olá Amiga João: Quando se apaga a chama, apaga-se tudo o que justifica a nossa existência. Embora nós nunca queiramos isso para os nossos entes queridos.
    Olha amiga, tu deves dar conta de que eu não respondo a todas as tuas respostas, mas deves compreender, Fica muito pesado para mim desculpa. Um abraço e bom fim de semana. Eduardo.
  • Amigo, eu não levo mesmo nada a mal! Só espero que tu compreendas que, nos próximos dois ou três dias também não vou ter tempo para visitar ninguém, porque tenho mesmo de terminar um trabalho urgente que tenho em mãos.
    Abraço grande.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    Em destaque no SAPO Blogs
    pub