Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

antoniodesousa

antoniodesousa

Amigos! Eis aqui o dos olhos de mel! O Poeta!

.MJoão Sousa

Cria o teu cartão de visita

POETA, 1951


Maria João Brito de Sousa

18.12.08

Nem luar, nem estrelas. O céu denso,

noite densa e total.

(Quantas cores furtou para as não ver?)

O sal das suas lágrimas num lenço.

Sua vida banal

sabe a perder.

 

É de si que se data e que é revel.

(de tudo quanto espera tão dorido,

trai a sua verdade e nem dá conta...)

Atro, o fogo do amor, queimou-lhe a pele

e a alma nua de que vai vestido,

e só à terra o coração o aponta.

 

Um sino ao longe, à bruma doutras vidas,

a sua voz sonâmbula murmura,

onde era para ser clamor ou canto,

sete rimas perdidas.

(Dessas areias mortas de secura

nem demónio, nem santo!)

 

- A enganar o destino, faz-se duro?

(O moinho da saudade está sem mós.

Assim não vale a pena ser moleiro...)

- Gritam-lhe: Contra um muro!

gemem-lhe: Venha a nós!

e ele... enche o cinzeiro?

 

Que vos importa esse quieto desprezo,

se o anjo dos seus dias o provoca

só em sonhos, de leve?

- Deixai-o lá queimar seu fogo-preso

e ser brando ou cruel na sua toca!

Ele é de passar, breve.

 

 

In "Linha de Terra", Lisboa, 1951

 

 

2 comentários

  • Eu gosto muito, muito, desta poesia de "verso desarticulado" dele!
    Feliz Natal, António!
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    Em destaque no SAPO Blogs
    pub