Amigos! Eis aqui o dos olhos de mel! O Poeta!
.MJoão Sousa

Cria o teu cartão de visita
Quinta-feira, 19 de Março de 2009
LENDA DO PATO BRAVO

 

Voa no céu

- tão alto! -

um pato bravo,

e onda do seu grito

rola no sangue vivo do poente:

 

"Suam-me versos estas noites velhas

que me descem dos olhos,

lá do fundo,

onde é, talvez, o coração que vê.

 

Digo ao que vem à frente dessas horas:

- Aqui, viver ou morrer,

mas devagar!

E grito o meu orgulho a sete luas mortas...

 

Depois, gran-duque e senhor

e rei de um reino de pedir às portas,

choro

e esmolo o pão da vida

aos que de vida são fartos.

 

E peço amor a algum beijo

gasto, cansado, caído,

que ia a destino e me bateu na boca.

 

- Há por aí farrapo pra vender?

 

Sou o dos olhos de mel...

Sou o menino dos luares doridos

que esteve nove meses de joelhos

a rezar o seu medo de nascer".

 

Voa no céu,

tão alto,

um pato bravo,

agora, no silêncio

do deserto e das almas que se fecham.

 

O vento servo dos deuses,

certeiro o gume da faca,

mete-lhe o vôo entre fatias de ar:

um "hors d`doeuvre" de apetite

para os papões demiurgos

dos caminhos para Ser.

 

- Pronto! passou!

Prossiga esse banquete!

 

O guisado de sóis vem para a mesa.

Continua o roer da Eternidade.

 

 

In "Sete Luas", 2ª Edição, Editorial Inquérito

Lisboa - Maio de 1954

 


sinto-me:

publicado por poetaporkedeusker às 09:01
link do post | COMENTE, POR FAVOR... | favorito

10 comentários:
De Fisga a 19 de Março de 2009 às 10:48
Olá amiga João. Um poema muito emotivo, e com muita classe, ou não viesse ele de onde vem. Parabéns. Continua. Um abraço Eduardo.


De poetaporkedeusker a 19 de Março de 2009 às 12:38
Obrigada meu amigo. Caramba! Nem queiras saber a quantidade de comentários e emails que eu tinha hoje de manhãzinha... ontem o sapito nem me deixou abrir nada e hoje ainda não fiz outra coisa senão responder, responder, responder...
Isto é da Primavera...
Abraço grande!


De Fisga a 19 de Março de 2009 às 18:09
Mas tu tinhas dito que ias fazer como eu ou seja mandriona, Eu chego a responder a comentários com 3 dias de atraso, paciência, eu não sou capaz de ter as coisas em dia, vou respondendo conforme posso. Não te rales, que ficas cheia de cabelos brancos logo cheia de saudade. Abraço Eduardo.


De poetaporkedeusker a 19 de Março de 2009 às 22:35
Já estou cheia de cabelos brancos, amigo... e ando a tentar manter a janelinha da net fechada durante a maior parte do tempo... é o que posso ir fazendo. Nõ é preguiçar porque não me dá jeitinho nenhum e obriga-me a fazer tudo a correr, sem poder "saborear" devidamente os vossos blogs, emails e comentários.
Abraço grande.


De Fisga a 20 de Março de 2009 às 16:41
Olá amiga João. Não te amofines, que te faz mal e então aí é que eles acabam mesmo por ficar todos branco, depois como és poeta vais cantando: Cabelo branco é saudade da mocidade perdida, ás vezes não é da idade, é dos desgostos da vida. Um abraço muito apertado e carinhoso.


De poetaporkedeusker a 20 de Março de 2009 às 22:25
Olha que quase adivinhaste. Eu até gosto de cantar, sobretudo quando estou sozinha, mas como a memória vai falhando, já me esqueci da maioria das letras que sabia de cor.
Adivinha o que uma amiga conseguiu... conseguiu por-me o canal 1 a funcionar e eu, embora vos esteja a responder, estou a ouvir o Malato. Saiu uma senhora engraçadíssima que fazia muito "bluff".
Abraço grande.


De Fisga a 21 de Março de 2009 às 10:29
Ai! Amiga João. Que boa noticia, que tu me deste, parabéns, e parabéns também para a tua amiga. Eu também vi ontem o programa do Malato. Foi muito divertido, enquanto lá esteve a Senhora do buraco Fundo. Não sei se viste no dia anterior, que ela esteve até ao fim, é muito divertida. Um abraço Eduardo.


De poetaporkedeusker a 21 de Março de 2009 às 11:56
Vi sim, amigo, mas acabou por não ganhar, coitada.
Tu tinhas razão. É um programa muito interessante e aquele rapaz, o Malato, parece que gosta das mesmas coisas que eu... gosta de Paula Rego, Saramago, Alentejo, ditados populares... gosto dele.
abraço grande.


De Fisga a 21 de Março de 2009 às 12:05
Olá amiga João. Ele Gosta do Alentejo, Pois ele é de Portalegre, e ele é uma pessoa muito comunicativa e muito divertido. E também gosta da Paula Rego , Já eu ouvi ele dizer mesmo que admira muito a Paula. Um Grande Abraço e B. F. de S. Eduardo.


De poetaporkedeusker a 21 de Março de 2009 às 13:14
Pois. Eu até o ouvi dizer que um dos seus grandes sonhos seria comprar, um dia, uma tela dela. E é, realmente, muito, muito simpático.
Abraço grande.


Comentar post

mais sobre mim
passando as folhas do livro...
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

COLECTÂNEA FÉNIX -

DUALIDADE

FLOR DO CÉU

ANTÓNIO DE SOUSA E NATÁLI...

Colectânea António de Sou...

arquivos

Outubro 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Novembro 2016

Junho 2014

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

tags

todas as tags

favoritos

Pai

À luz da lua

GLOSANDO A POETISA MARIA...

CONVERSANDO COM MARIA DA ...

É a arte, solidão?

SO(LAS)

“A Linha de Cascais Está ...

CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

Our story in 2 minutes

«A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

links
subscrever feeds